Notas

JUSTIÇA

, O Estadao de S.Paulo

18 Março 2010 | 00h00

TJ-SP condena promotor à perda de cargo, por tentativa de homicídio

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) condenou ontem o promotor de Justiça João Luiz Portolan Galvão Minniccelli Trochmann a 5 anos de reclusão e à perda do cargo. Ele foi acusado de lesão corporal gravíssima, por ter atirado contra a ex-mulher, Érika May, em 6 de dezembro de 2002, na residência do casal, em Valinhos, interior paulista. A defesa alega excesso acusatório e vai recorrer. "O STF já reconheceu que ele salvou a vida dela, prestando socorro. A atenuante tinha de ser reconhecida", disse o advogado Alberto Toron. "O caso foi tratado como se tivesse sido motivado pela torpeza, mas não se compara a uma situação dessas." O tiro acertou o queixo de Érika, atravessou o pescoço e parou na coluna. Para a Procuradoria-Geral de Justiça, Trochmann impossibilitou a defesa da vítima. Por 13 votos a 5, a ação foi julgada procedente. Ele ficará em regime semiaberto.

PASSAPORTE

Problemas ainda persistem na capital

O sistema de emissão de passaportes da Polícia Federal na capital voltou a apresentar problemas ao longo do dia de ontem, exatamente nos postos de atendimento mais movimentados, da Lapa, zona oeste, e do Shopping Light, região central. Os problemas persistem desde fevereiro, quando foi iniciado o processo de transição da empresa responsável pelo serviço. Segundo a PF, o alto número de pedidos realizados ontem foi a causa dos congestionamentos verificados no sistema dos postos. A orientação é que apenas quem tiver urgência em receber o documento faça o agendamento. A PF, que havia prometido normalização do atendimento no início de março, não apresentou novo prazo para que o sistema volte ao normal.

INVESTIGAÇÃO

Vigilante teria sido pago para matar alemã

A Polícia Civil prendeu ontem no Recife o vigilante Alexsandro Neves dos Santos, de 35 anos, que teria sido pago pela família Tonelli para matar a alemã naturalizada italiana Jennifer Marion Nadja Kloker, de 22 anos. O corpo de Jennifer foi encontrado no dia 17 de fevereiro, às margens da BR-408. O viúvo, Pablo Tonelli, de 22 anos, e o sogro, Ferdinando Tonelli, de 45, estão presos como principais suspeitos do crime que teria ocorrido por causa de um seguro. A sogra, Delma Freire de Medeiros, também foi presa.

TRANSPORTE

Tarifas de ônibus intermunicipais sobem

A tarifa de ônibus que fazem linhas intermunicipais em todo o Estado, exceto dentro das regiões metropolitanas, vai subir 4,19% a partir de segunda-feira. Nas linhas suburbanas, o índice será um pouco maior: 4,22%, A inflação (IPCA) no período ficou em 4,31%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.