Nossa Sra. do Brasil é obra de 3 artistas

Disputada por noivas e preferida das celebridades, a Paróquia Nossa Senhora do Brasil, no Jardim América, zona sul de São Paulo, é resultado de um trabalho conjunto de três artistas: o arquiteto Bruno Simões Magro, autor do projeto; o engenheiro Breno Tavares, responsável pela execução da obra; e o pintor Antônio Paim Vieira, que decorou todo o interior da igreja.

O Estado de S.Paulo

13 de maio de 2012 | 03h01

As obras tiveram início em 1942, por iniciativa do vigário Monsenhor João Batista de Carvalho, que também foi deputado estadual e jornalista, em terreno cedido pela Prefeitura. Após 14 anos de trabalho pesado, teve início a decoração, que deu "brasilidade" ao projeto. Pelas mãos de Vieira, o teto da capela-mor ganhou representantes regionais, com trajes típicos, ao lado da Virgem e do Menino Jesus.

Em 1958, ano da inauguração, a lista de belezas estava completa, com destaque para os azulejos azuis e brancos que retratam a via-sacra - o caminho de Jesus até a cruz - e esculturas de cimento e ferro que representam personagens bíblicos. No conjunto, há representações de João Batista, dos apóstolos Pedro e Paulo e da Virgem Maria, ainda menina, com a mãe, Ana. A elegância do templo, segundo o site da paróquia, é resultado de inspiração mineira, com influência portuguesa e toque muçulmano./ ADRIANA FERRAZ

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.