‘Nos poucos contatos, fui bem tratado’, diz zelador do prédio

Depoimento de Luiz A. da Silva, zelador do Edifício London

15 de abril de 2008 | 02h39

A residência do zelador que se localiza no térreo ainda não foi concluída (...) o depoente até a presente data não mudou-se para o local (...) todos os dias trabalha no edifício (...) anteriormente à ocupação das famílias realmente a portaria permanecia com as chaves dos apartamentos (...) todos os proprietários que passaram a residir nos imóveis trocaram os miolos das fechaduras (...) (...) Pelo que tem conhecimento ninguém do edifício (...) não tem a chave do apartamento de Alexandre ou de qualquer outro morador (...) (...) As poucas vezes que teve contato com Alexandre sempre foi muito bem tratado (...) e, em momento algum, tiveram qualquer animosidade por problemas com o edifício (...) (...) Permaneceu nas dependências do edifício até dar o horário de sua saída que ocorreu por volta de 14h30 a 15h (...) (...) Já encontrava-se dormindo, quando recebeu um telefonema em seu telefone residencial da porteira Patrícia, dando-lhe a notícia que a filha de Alexandre havia caído do sexto andar (...)

Tudo o que sabemos sobre:
caso isabella

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.