Nos bentôs orientais, organização é palavra-chave

Preparado com inspirações orientais, os bentôs da química Camilla Sampaio, de 29 anos, são conhecidos em seu trabalho como os mais caprichados.

Mariana Lenharo, O Estado de S.Paulo

24 Julho 2011 | 00h00

"Acho que a diferença entre marmita e bentô é filosófica. A palavra marmita me lembra excesso de comida e desorganização. No bentô, temos um cuidado com a proporção de grupos alimentares, quantidade ideal de comida, calorias e aparência."

Camilla considera a aparência da comida importante, especialmente no ambiente de trabalho. "Você acaba reparando no aspecto da comida alheia", diz. Ela também se preocupa em escolher comidas que não tenham cheiros muito fortes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.