Nordestinos de SP criam rede de ajuda para vítimas da chuva

Após ver sua cidade natal destruída na televisão, produtor cultural lançou campanha e conseguiu encher dois caminhões de roupas e alimentos; para cardeal, tragédia deve servir como lição

Ana Bizzotto, O Estado de S.Paulo

28 de junho de 2010 | 00h00

   

 

 

SOS Nordeste. Missa na Sé teve participação de 200 fiéis

 

    A devastação provocada pelas enchentes em Alagoas e Pernambuco estimulou o espírito de solidariedade em uma legião de nordestinos que escolheram São Paulo para viver. Comovidos com as 52 mortes, as imagens de TV e os vídeos, fotos e depoimentos enviados por parentes que vivem nos municípios afetados, alguns deles decidiram promover campanhas na capital.

 

 

 

Veja também:

linkTragédia no Nordeste: A vida era às margens, até o rio virar inimigo

linkEm Murici, 200 famílias dividem quatro galpões

mais imagensVeja imagens das cidades atingidas pela tragédia

lista Saiba onde fazer doações para as vítimas      

 

 

 

 

Nascido em Barreiros (PE) e radicado em São Paulo há 20 anos, o produtor cultural Tedd Albuquerque, de 42 anos, viu sua cidade natal ruir pela televisão. A casa onde sua mãe vivia ficou debaixo d"água - na rua, apenas oito das 42 residências continuam de pé.

A possibilidade de aliviar o sofrimento dos conterrâneos o motivou a promover a campanha Todos Unidos com o Coração no Nordeste, que ganhou o apoio de artistas como Wanderléa e Jair Rodrigues. Até ontem, a ação no Center 3, na Avenida Paulista, havia arrecadado o suficiente para encher dois caminhões com alimentos e roupas.

"Achei que seria mais útil se eu ficasse em São Paulo, onde posso mobilizar os amigos e pedir socorro, mas faço questão de acompanhar pessoalmente a entrega do material", diz o produtor, que tirou dez dias de férias para se dedicar à campanha.

Segundo o Coronel Jair Paca de Lima, coordenador da Defesa Civil Municipal, realmente há uma participação maior dos nordestinos nesta campanha. "Muitos são das cidades que foram atingidas", diz ele, que é pernambucano.

Natureza. Ontem o cardeal arcebispo de São Paulo, dom Odilo Pedro Scherer, disse que a tragédia vivida no Nordeste deve servir como "lição" para que as pessoas lidem de uma forma mais responsável com a natureza. Diante de 200 fiéis, ele rezou missa na Catedral da Sé em solidariedade aos atingidos pela enchentes. Também foi lançada a campanha SOS Nordeste para arrecadar fundos para as vítimas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.