Noite violenta deixa 4 mortos e 5 feridos na capital paulista Quatro morrem em tiroteio no Guarujá

Quatro casos ocorreram em um intervalo de meia hora; em Moema, policial militar aposentado foi morto por assaltantes

JULIANA DEODORO, O Estado de S.Paulo

12 Janeiro 2013 | 02h07

Quatro pessoas morreram baleadas e cinco ficaram feridas na noite de anteontem na capital paulista em cinco casos diferentes. Quatro crimes foram em um intervalo de meia hora.

Na Avenida 9 de Julho, nos Jardins, um adolescente de 15 anos tentava assaltar um estabelecimento às 19h40 e um homem reagiu e atirou. O jovem estava com uma arma de brinquedo e o homem não foi identificado.

No bairro de Campo Grande, na zona sul, um PM de folga estava saindo do carro em um supermercado às 22h, quando foi abordado por dois criminosos. O policial atirou contra os bandidos e um deles morreu no estacionamento. O outro fugiu ferido em um carro roubado. Outros policiais conseguiram prendê-lo.

Às 21h10, em Moema, na zona sul, o PM reformado Edison Luís Camargo foi morto em uma tentativa de assalto na Alameda dos Guaramomes. Ele estava dirigindo quando foi abordado por dois criminosos. O PM, que estava armado, reagiu, foi atingido e morreu.

Dez minutos depois, na Vila Madalena, zona oeste, um policial civil passava na frente de uma sorveteria na Rua Paulistânia quando viu um assalto. Ele deu voz de prisão e o suspeito apontou a arma contra o policial, que atirou. A arma do ladrão era de brinquedo. Ele chegou a ser atendido, mas morreu.

No Jardim Japão, na zona sul, um homem matou uma pessoa e feriu outras três (entre elas a ex-namorada) após uma briga, por volta das 22h30. Ele conseguiu fugir.

Grande SP. Em Jandira, um homem de 27 anos foi encontrado morto por volta das 1h55. Ao lado do corpo, havia 12 cápsulas. A polícia não tem pistas sobre o autor do crime.

Quatro homens foram mortos e um oficial da PM ficou ferido em um tiroteio na noite de anteontem na Favela da Prainha, no Guarujá. O confronto começou quando os policiais viram quatro rapazes fugirem para uma casa em um beco e os seguiram. No imóvel, foram encontrados R$ 463 em dinheiro, uma pistola, três revólveres, maconha, cocaína e crack, além de duas motos roubadas. / ZULEIDE DE BARROS, ESPECIAL PARA O ESTADO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.