Noite violenta com 2 mortos e 1 ferido a tiros em Diadema, no Grande ABC

Polícia acredita em crimes motivados por vingança ou desavença entre as partes; circuito interno de câmeras de segurança teria gravado imagens de um dos assassinatos

Pedro da Rocha, do estadão.com.br,

04 de agosto de 2011 | 02h20

SÃO PAULO - Num intervalo de apenas uma hora, na noite de quarta-feira, 3, dois homicídios foram registrados na cidade de Diadema, no Grande ABC. Até as 2 horas desta madrugada, 4, nenhum suspeito havia sido localizado pela polícia, que acredita em execução, motivada por vingança ou desentendimento pessoal entre as partes.

 

Eram 20 horas quando o comerciante Sebastião Félix dos Santos, de 49 anos, foi surpreendido por um homem, armado com uma pistola, dentro de seu estabelecimento, uma quitanda, na Rua Tomé de Souza, no Jardim Casa Grande. "Populares contaram que um homem se aproximou e, sem dizer nada, disparou uma vez contra o peito do comerciante, que morreu no local. O pistoleiro fugiu a pé", contou o soldado Rafael Padovan, da 2ª Companhia do 24º Batalhão da Polícia Militar (PM), que atendeu a ocorrência.

 

A polícia irá requisitar imagens do crime gravadas pelo circuito interno de câmeras instalado na quitanda. O assassinato foi registrado no 3º Distrito Policial, do Jardim Santa Rita.

 

Bar. Uma hora depois, outro crime do mesmo tipo foi registrado em um bar próximo à quitanda, na Rua Strauss, na Vila Nogueira. Dois homens em uma moto, o garupa encapuzado, pararam em frente ao estabelecimento e, aparentemente convictos de quem seriam as vítimas, gastaram poucos segundos para matar um dos clientes e deixar um ferido.

 

Os tiros foram disparados pelo garupa, que desceu da moto e mirou em José Aparecido Beserra, de 36 anos, e Caio Henrique dos Santos, 24. Ferido com quatro tiros, um deles na cabeça, Aparecido morreu a caminho do pronto-socorro municipal do Quarteirão da Saúde. Já Caio Henrique, baleado na barriga, continua internado na mesma unidade, mas seu quadro clínico é estável.

 

O homicídio e a tentativa também foram registrados na delegacia do Jardim Santa Rita.

 

Notícia atualizada às 6h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.