Arte/AE
Arte/AE

Noite tem 10 mortos e 13 feridos na Grande São Paulo

Três pessoas morreram e uma sobreviveu a uma chacina em Itaquaquecetuba, na Região Metropolitana de São Paulo

Ricardo Valota, O Estado de S. Paulo

21 Novembro 2012 | 07h41

SÃO PAULO - Ao menos 10 pessoas foram mortas e 13 feridas a tiros em um período de 7h, entre as 18h de terça-feira, 20, e a 1h de quarta-feira, 21, na Região Metropolitana de São Paulo. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) vai investigar os casos.

Em um deles, um adolescente morreu após balear um policial militar em uma tentativa de assalto na zona leste de São Paulo. Em uma chacina ocorrida em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo, no final da noite, três pessoas morreram e uma sobreviveu. Essa é a 17ª chacina do ano na Região Metropolitana, aumentando para 57 o número de mortos em crimes deste tipo, segundo levantamento feito pelo estadão.com.br. Foram seis casos na capital e 11 nas demais cidades.

Nas últimas seis noites a soma da violência chega a 43 pessoas mortas e 34 feridas na Região Metropolitana. Na maioria dos casos, segundo a polícia, os atiradores ocupavam motos.

Chacina. No final da noite, homens armados passaram em frente ao Bar do Chapel (sic), na  altura do número 105 da Rua Barretos, na Vila Passalacqua, em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo, e atiraram contra um grupo de pessoas. Quatro delas foram baleadas. Destas, três morreram, todas no local. Uma quarta, em estado gravíssimo, foi levada para o pronto-socorro do Hospital Santa Marcelina, na mesma cidade.

Guarulhos. Por volta das 21h30, homens encapuzados, em duas motos, atacaram também pessoas que estavam reunidas em um bar, na altura do número 138 da Rua Domingos de Araújo Almeida, no Jardim Vera. O dono do bar e um funcionário escaparam dos disparos ao se esconderem atrás do balcão. Cinco pessoas, todas do sexo masculino, foram baleadas e encaminhadas para o Hospital Municipal de Urgência (HMU). Uma delas morreu, três permaneciam internadas e uma recebeu alta. O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de Guarulhos.

Confrontos. Um suspeito morreu e outro ficou ferido em dois confrontos com a polícia nas cidades de Diadema e Ferraz de Vasconcelos. Por volta da 1h desta madrugada de quarta-feira, um assaltante foi baleado por um policial civil no começo da Avenida Conceição, região central de Diadema, no Grande ABC. O policial, ao testemunhar um taxista sendo atacado pelo criminoso, interveio. O assaltante, mesmo baleado, conseguiu fugir. Já em Ferraz de Vasconcelos, no início da noite, um homem armado com uma metralhadora artesanal trocou tiros com policiais militares do 32º Batalhão e morreu.

No início da noite, no Jardim Vera Cruz, região do Parque São Rafael, Sapopemba, zona leste de São Paulo, o policial militar Ricardo Santos foi vítima de uma tentativa de assalto na Avenida Sargento Iracitan Rodrigues. Ao reagir à ação dos dois assaltantes, ambos adolescentes, o policial foi ferido na cabeça e em uma das pernas. Acionada, a Polícia Militar localizou a dupla na Rua Bento Ribeiro, no Jardim Santo André, onde os menores foram baleados. Ambos foram levados para o pronto-socorro do Hospital Geral de São Mateus, onde um morreu. O caso foi registrado no 49º Distrito Policial, de São Mateus.

Osasco. No começo da madrugada, dois adolescentes, de 12 e 15 anos, foram baleados por desconhecidos na esquina da Avenida Sport Club Corinthians Paulista com a Rua São Paulo da Cruz, no Jardim Santo Antonio, em Osasco, na Grande São Paulo. No local, segundo a polícia, funcionaria um ponto de uso e tráfico de drogas. Ambas as vítimas foram levadas para o pronto-socorro do mesmo bairro, onde morreram. O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de Osasco.

Também em Osasco, por volta das 3h, um jovem de 28 anos foi encontrado baleado, ao lado de uma picape Saveiro prata parcialmente incendiada, em uma viela da Rua Agostinho César Cupertino, no Jardim Elvira. O rapaz foi resgatado pelos bombeiros e encaminhado ao pronto-socorro do Jardim Helena Maria, mas não resistiu aos ferimentos.

São Caetano do Sul. Dois homens foram baleados em frente à casa de um deles na Rua Anita Garibaldi, no bairro Santa Maria, em São Caetano do Sul, no ABC, às 22h. Encaminhada ao Hospital Albert Sabin, uma das vítimas, que já tem passagem pela polícia e permanecia internada, disse que os dois conversavam junto ao portão quando foram baleados. A outra vítima, ferida de raspão, foi atendida no mesmo hospital e liberada. Acredita-se em crime de acerto de contas relacionado ao tráfico de drogas. O caso foi registrado no 1º Distrito Policial da cidade.

Capital. Uma pessoa morreu e três ficaram feridas a tiros durante a noite na capital paulista. Um dos crimes ocorreu às 21h30 no Jardim Pinheiros, zona oeste; o outro meia hora antes, na região de Guaianazes, zona leste, onde um homem foi internado no Hospital Geral de Guaianazes após ser baleado por um desconhecido na Avenida Coronel Manuel Machado. A vítima permanecia internada. O caso foi registrado no 49º Distrito Policial, de São Mateus. 

Já no Jardim Pinheiros, três homens foram feridos a tiros por desconhecidos em uma moto na altura do número 299 da Rua Sebastião Martins, uma travessa da pista marginal da Rodovia Raposo Tavares. As vítimas foram levadas para o pronto-socorro Bandeirantes, onde uma delas já chegou morta. Duas foram transferidas para o Hospital Universitário e seus respectivos estados de saúde não foram informados. O crime foi registrado no 14º Distrito Policial, de Pinheiros.

MAPA DA VIOLÊNCIA
Homicídios na Grande São Paulo desde o dia 24 de outubro. Em amarelo, mortos em confronto com a polícia; em azul, policiais mortos; em vermelho, civis mortos por autores desconhecidos.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.