No Twitter, dicas para escapar de regiões inundadas

O Twitter da Lei Seca, conhecido por "dedurar" onde estão policiais militares com bafômetros, foi um aliado dos motoristas que enfrentaram os alagamentos. De acordo com um dos administradores da rede social, que prefere não se identificar, 16 mil seguidores mandaram dicas de trânsito e também conseguiram escapar de alagamentos após ler o Twitter na segunda-feira.

, O Estado de S.Paulo

12 Janeiro 2011 | 00h00

"A população já é carente de informação. Em dias atípicos como ontem (anteontem), muitos chegam ao desespero. O @LeiSecaSP, desde o início presta um serviço de utilidade pública", diz um dos administradores. Segundo ele, as informações foram "retuitadas" em tempo real. "Deixamos até mesmo de dormir para prestar esse serviço à sociedade." Quem procurou informações no site do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) encontrou o endereço fora do ar em momentos da madrugada e manhã de ontem. Segundo o órgão, isso só acontece raramente, quando há muitos acessos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.