No STF, palestrantes cobram tolerância zero

O Supremo Tribunal Federal (STF) concluiu ontem as audiências públicas sobre a legalidade da lei seca, em vigor desde 2008. Uma ação direta de inconstitucionalidade questiona pontos da legislação, como a multa e a apreensão do veículo para quem se recusa a fazer o teste do bafômetro. A maioria dos ouvidos em dois dias de audiência defendeu tolerância zero para a lei seca. O relator do processo no STF, ministro Luiz Fux, destacou ainda que existe a necessidade de se cobrar sempre o teste do bafômetro.

O Estado de S.Paulo

15 de maio de 2012 | 03h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.