Felipe Dana/AP
Felipe Dana/AP

No Rio, corpo é deixado em carrinho de supermercado

Homem levou tiro de fuzil na nuca; em 2009, caso parecido na capital fluminense ganhou atenção internacional

Bruno Boghossian / RIO, O Estado de S.Paulo

07 Dezembro 2010 | 00h00

O corpo de um homem foi encontrado dentro de um carrinho de supermercado por volta de 9h30 de ontem no Rio de Janeiro. Estava perto de um dos acessos ao Morro do Juramento, em Vicente de Carvalho, zona norte. Até a noite, a vítima não havia sido identificada.

Uma avaliação de agentes da Delegacia de Homicídios apontou que o homem foi morto com um tiro de fuzil na nuca e também foi baleado no tornozelo. Uma operação policial havia sido feita no início do dia, mas a Polícia Militar negou que houvesse registros de mortos ou feridos. Um outro corpo foi encontrado a 200 metros do local onde o carrinho foi abandonado. A identidade da vítima também não foi divulgada.

O Morro do Juramento, que fica a poucos quilômetros do Complexo do Alemão, é alvo de operações policiais de combate ao tráfico de drogas. Depois da ocupação do Alemão por forças de segurança, há uma semana, a polícia conseguiu prender o traficante apontado como chefe da venda de drogas no local.

Macacos. Em outubro do ano passado, o corpo de um traficante também foi abandonado dentro de um carrinho de supermercado, no meio da tarde, em um dos acessos ao Morro dos Macacos, em Vila Isabel, também na zona norte. A imagem foi reproduzida na imprensa internacional e provocou pânico entre os moradores da região. O homem fazia parte de uma facção que havia tentado invadir a favela, que era dominada por um grupo rival. Hoje, o Morro dos Macacos é uma das favelas que contam com Unidades de Polícia Pacificadora.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.