No que deu...

Projeto foi abandonado por Kassab

O Estado de S.Paulo

23 Agosto 2012 | 03h02

O prefeito Gilberto Kassab (PSD) causou polêmica ao anunciar, em março de 2010, que proibiria o tráfego de motocicletas na Avenida 23 de Maio. A ideia surgiu como alternativa para diminuir o expressivo número de acidentes na via expressa.

Na Marginal do Tietê, por exemplo, o número de acidentes fatais saltou de 27, em 2008, para 32 em 2009, quando a proibição já estava em vigor.

O problema na 23 de Maio, porém, é que o veto a motociclistas dependia da criação de motofaixas, como as que foram construídas na Rua Vergueiro e na Avenida Sumaré. A Prefeitura chegou a cogitar a construção de oito faixas exclusivas adicionais, mas a administração municipal já afirmou ter desistido de vez da ideia, inviabilizando a proibição.

Na avaliação da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), porém, os dois corredores em funcionamento não atingiram os resultados esperados. Isso porque as vias exclusivas para motociclistas fizeram crescer o número de colisões e atropelamentos.

Agora, a Prefeitura estuda retirar as faixas. Uma das ideias é transformar a motofaixa da Avenida Sumaré em uma ciclovia. O que depõe contra a ideia, porém, é que os motoristas costumam fazer conversão proibida sobre o local, o que hoje causa acidentes com as motos. / ARTUR RODRIGUES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.