No primeiro dia, autoatendimento falha nos DPs de SP

Das 10 delegacias visitadas, apenas 1 tinha novo equipamento para registro de BOs no primeiro dia do sistema

Marici Capitelli e Felipe Oda, Jornal da Tarde,

14 de outubro de 2009 | 09h57

A maior parte das delegacias das zonas norte e leste de São Paulo não ofereceu ao público o sistema de autoatendimento na noite de ontem e na madrugada de hoje, como havia sido anunciado pelo Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap). O novo sistema de atendimento previa terminais de computadores para que as próprias vítimas pudessem registrar as ocorrências menos graves, de forma a melhorar o atendimento e desafogar os distritos.

Entre as 20 horas de ontem, quando o novo sistema entrou em operação, e as 22h30, das dez delegacias visitadas pela reportagem - das quais nove deveriam contar com as máquinas de atendimento, semelhantes às das agências bancárias - apenas uma dispunha do equipamento. Mas eram os policiais que o operavam, e não as vítimas. Apenas no 29º DP (Vila Diva), na zona leste, os dois atendentes de plantão informaram que tinham à disposição o programa para o autoatendimento.

"Não temos a máquina de autoatendimento. Pelo que sabemos, ela vai ser instalada amanhã (hoje). Também não temos viatura para levar as vítimas de ocorrências graves ao pronto-atendimento. Quem chegar à delegacia vai ser orientado a ir diretamente ao pronto-atendimento da área", informou o atendente de um dos distritos da zona leste. "Por enquanto, não estamos registrando nada. Ainda não sabemos como vai funcionar", disse um funcionário de um dos DPs da zona norte.

O lançamento oficial do novo sistema foi na noite de ontem no 10º DP (Penha), zona leste. "Prevalecerá a necessidade da ação policial nos casos de pronto-atendimento. Se for uma ocorrência que não precisa de uma ação imediata e se não houver necessidade de um exame pericial, os casos poderão ser registrados nos autoatendimentos", afirmou o diretor do Decap, Marco Antonio Pereira Novaes de Paula Santos.

NOVO SISTEMA

Segundo o Decap, 18 delegacias das zonas norte e leste passariam a funcionar a partir da noite de ontem no sistema de pré-atendimento: as próprias vítimas registrariam a ocorrência em terminais colocados nos distritos. Dois policiais estariam à disposição para ajudar os usuários. O autoatendimento funcionaria das 20 às 8 horas nos dias úteis, feriados e fins de semana. Outras sete delegacias nessas regiões terão o sistema de pronto-atendimento, com equipes completas de policiais para atender os casos mais graves, como homicídios e latrocínios. O novo sistema é uma tentativa do Decap de melhorar o atendimento nas 93 delegacias da capital.

NOVO SISTEMA

Zona norte

Pronto-atendimento: 9.º DP (Carandiru); 13.º (Casa Verde); 72.º (Vila Penteado);

73.º (Jaçanã)

Pré-atendimento: 19.º DP (Vila Maria); 20.º (Água Fria); 28.º (Freguesia); 38.º (Vila Amália); 39.º (Vila Gustavo); 40.º (Vila Santa Maria); 45.º (Brasilândia); 74.º (Jaraguá); e 90.º DP (Parque Novo Mundo)

Zona leste

Pronto-atendimento: 10.º DP (Penha); 30.ºDP (Tatuapé); 56.ºDP (Vila Alpina)

Pré-atendimento: 18.º (Alto da Mooca); 21.º (V. Matilde); 29.º (Vila Diva); 31.º (V. Carrão); 42.º (Parque São Lucas); 52.º (Parque São Jorge); 57.º (Pq. da Mooca); 58.º (Vila Formosa); 81.º (Belém)

Tudo o que sabemos sobre:
segurançaautoatendimentosDPsSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.