No Jardim Romano, Kassab enfrenta protestos de moradores

Prefeito ouviu xingamentos e acabou encurtando a passagem pelo bairro de SP, alagado há um mês

estadao.com.br,

08 Janeiro 2010 | 13h00

Raquel Cristina da Silva Santos cobra soluções do prefeito. Seu condomínio foi invadido pelas águas das enchentes quando ela cuidava de sete crianças. Foto: José Luiz da Conceição/AE

 

SÃO PAULO - O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), enfrentou protestos de moradores durante uma visita ao Jardim Romano, zona leste da capital, que nesta sexta-feira, 8, completa um mês de alagamentos. Vaiado e cobrado, o prefeito ainda ouviu xingamentos e acabou encurtando a passagem pelo bairro.

 

Veja também:

som Ouça o protesto da moradora

linkSão Paulo registra recorde de alagamentos de ruas em 2009

linkJardim Romano, 1 mês vivendo debaixo d'água

 

Kassab, que chegou ao bairro por volta das 9h30, foi acompanhado pelos secretários municipais de Habitação, Elton Santa Fé Zacarias, de Coordenação das Subprefeituras, Ronaldo Camargo, da secretária estadual de Saneamento e Energia, Dilma Pena, do subprefeito de São Miguel Paulista, Milton Persoli, e do coordenador da Defesa Civil, Jair Paca de Lima.

 

A Prefeitura, segundo a assessoria do prefeito, está realizando no local o trabalho de cadastramento das famílias para o recebimento de auxílio habitacional e transferência para conjuntos habitacionais. Até o momento, 1.858 famílias foram cadastradas e 280 foram transferidas para dois CDHU em Itaquaquecetuba. 

 

Kassab anunciou que uma ponte será construída para que os alunos possam acessar o CEU Três Pontes, não prejudicando o início do ano letivo.

 

SAPOPEMBA

 

Moradores da região de Sapopemba também realizaram um protesto na Avenida Sapopemba, na zona leste de São Paulo, na tarde desta sexta-feira, contra os alagamentos no local.  A chuva forte que atingia a zona leste colocou a região em estado de atenção duas vezes somente hoje.

 

A área ficou nessa situação devido aos riscos de alagamentos das 14h30 às 15h52 e entre 17h50 e 18h40. Segundo a Polícia Militar, o protesto começou às 18 horas. Os manifestantes fizeram barricadas e bloquearam a via.

 

Texto atualizado às 19h10.

 

(Com Priscila Trindade e Solange Spigliatti, da Central de Notícias)

Mais conteúdo sobre:
Jardim Romano SP. chuvas

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.