No Itaim-Bibi, novo Iguatemi terá festas na cobertura

Está prevista para o próximo ano a inauguração de mais um complexo de compras na capital com a característica "três em um". O Shopping JK Iguatemi, em construção na região do Itaim-Bibi, zona sul de São Paulo, não contará com torre residencial, mas reunirá prédios de escritórios e espaços de eventos no mesmo espaço.

O Estado de S.Paulo

09 Novembro 2011 | 03h02

Terraços serão usados para reuniões culturais, como pequenas sessões de cinema, e o bar da cobertura poderá ser aproveitado para festas. A expectativa é de que 17 mil pessoas circulem todos os dias ali, ao lado da Villa Daslu e do Parque do Povo.

Hotel. Já o novo Hotel Ca'd'oro será reerguido na Rua Augusta, na região central, com prédios residenciais e salas de escritório. O projeto misto conta com duas torres: uma destinada a apartamentos de metragens variadas e o outro para atender hóspedes e executivos em suítes e escritórios de alto luxo.

Para Luiz Augusto Pereira de Almeida, diretor da Sobloco, o conceito "work, live and play" cresceu por causa da questão da mobilidade, que se tornou um impeditivo para a qualidade de vida das pessoas. "Projetos que privilegiam a coincidência dos usos comercial, de serviços, residencial e de lazer vão de encontro ao que as pessoas querem", diz. A empresa é a responsável pelo Espaço Cerâmica, onde está o ParkShopping São Caetano,

Alto luxo. No Shopping Cidade Jardim, o uso misto da área é facilmente identificado. A imponência dos nove prédios residenciais e das torres comerciais que ainda são erguidas no local chama a atenção de quem passa pela região. Lá, uma cobertura chega a valer R$ 20 milhões.

Luciano Amaral, diretor de incorporações da construtora JHSF, responsável pelo complexo, diz que o conceito foi idealizado para propostas de alto luxo, mas também pode ser operado em conceitos de bairro. "O shopping se tornou um divisor de águas no modo de viver da sociedade. Ele deixou de ser só um mix de lojas. Tem restaurantes, lazer, serviços." / A.F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.