No interior, delegado mata campeão mundial

Adolescente era recordista de levantamento de peso; policial disse que ele e comparsa tentaram assaltá-lo quando chegava em casa, em Catanduva

CHICO SIQUEIRA , ESPECIAL PARA O ESTADO , CATANDUVA, O Estado de S.Paulo

11 Outubro 2012 | 03h07

Um adolescente recordista mundial de supino (levantamento de peso) foi morto na noite de anteontem quando supostamente tentava assaltar, com um amigo, a casa de um delegado de Catanduva, no interior paulista.

Segundo informações do boletim de ocorrência, o delegado João Wagner Bertoncello chegava em casa, no bairro Higienópolis, por volta das 23h30, quando foi abordado por dois homens em uma motocicleta. Ele reagiu e matou um deles, posteriormente identificado como Wallen Eduardo de Oliveira Ramos, de 16 anos. No local do crime, foi apreendido um revólver calibre 32, que, segundo a Polícia Civil, estaria em poder do adolescente. O outro rapaz, ainda não identificado, teria fugido na moto.

Wallen Ramos foi homenageado pela Câmara Municipal de Catanduva em agosto de 2011 por ter vencido o campeonato brasileiro e batido o recorde mundial de supino na sua categoria, ao levantar 190 quilos.

Segundo o delegado Acácio de Oliveira Santos Neto, assistente da Seccional de Catanduva, o caso foi encaminhado à 5.ª Corregedoria de São José do Rio Preto, onde será conduzido o inquérito que vai apurar os crimes de roubo agravado e tentado, além de resistência e ato infracional.

Santos Neto disse que, a princípio, Bertoncello não chegou a dar ordem de prisão e tampouco houve resistência do adolescente, mas só depois do depoimento do delegado as circunstâncias do assassinato poderão ser esclarecidas. Ele disse ainda que Bertoncello não foi afastado e continua exercendo suas funções de delegado em um dos DPs de Catanduva. A reportagem não conseguiu falar com ele nem com parentes do adolescente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.