No Ibirapuera, Vanusa 'vê as cores e sente o ar'

Sem iê-iê-iê. Quando perguntam à cantora Vanusa qual o seu lugar preferido na cidade de São Paulo, ela responde rápido: "eu amo o Parque do Ibirapuera (na zona sul)".

O Estado de S.Paulo

23 Dezembro 2011 | 03h02

"Já tive grandes ideias enquanto caminhava lá, por isso sempre levo um gravador a tiracolo", conta. Ela adora sentar perto do lago para observar as "águas calmas" dali. Na opinião da cantora, o "contato com o vazio" é o principal atrativo do Ibirapuera. Dos 45 minutos que gasta caminhando, Vanusa diz não se lembrar de quase nada. "Não olho as pessoas, não escuto música. Só vejo as cores e sinto o ar puro", filosofa.

Ela já tentou levar o poodle de estimação para conhecer a beleza do parque, mas o bichinho nunca conseguiu acompanhar o seu ritmo. "Está muito velhinho", diz a animada cantora, de 64 anos.

Parque do Ibirapuera: mais movimentada área verde da cidade, foi

inaugurado em 1954

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.