No Guarujá, gangues de bicicleta praticam furtos na orla

Os alvos são celulares e joias; outra área perigosa é o Túnel Juscelino Kubitschek, com registro de arrastões

O Estado de S.Paulo

16 de dezembro de 2012 | 02h02

As gangues da bicicleta, compostas por adolescentes que furtam as vítimas e fogem pedalando, são o principal perigo para os turistas no Guarujá e nas demais cidades da Baixada Santista. Os bandidos agem com mais intensidade na orla, na altura do shopping e na Avenida Puglisi. Ali, os alvos dos ladrões sobre duas rodas são os celulares e as joias.

Policiais afirmam que a bike foi o meio encontrado pelos criminosos para furtar, após as motocicletas ficarem muito visadas nas batidas policiais. "Como a polícia detectou esse problema, o policiamento é feito visando a abordagem a elementos (pessoas) andando conjuntamente de bicicleta", afirma o delegado Luiz Henrique Ribeiro Artacho, da Seccional de Santos, responsável pela área do Guarujá.

No próximo dia 28, começa a Operação Verão, com grande reforço de policiais que acabam se concentrando na região da orla. Por causa dessas operações, criminosos também passaram a atacar nas ruas próximas da praia, tendo como alvo pessoas entrando ou saindo dos veículos.

Arrastões. Uma das áreas mais perigosas da cidade é o Túnel Juscelino Kubitschek, considerado um problema crônico na cidade. Em épocas de congestionamento, arrastões são frequentes. Bandidos armados passam levando pertences das vítimas. No local, também há incidência de roubo de veículos.

Outro ponto onde há casos de arrastão em dias de maior congestionamento é a Rodovia dos Imigrantes. Com o trânsito parado, policiais aconselham a deixar os vidros fechados, o que dificulta a ação dos bandidos. Mas, no caso de abordagem, jamais reaja, avisa a polícia.

Na Riviera de São Lourenço, em Bertioga, o maior problema são os arrombamentos de carros estacionados nas ruas próximas da praia. O Estado questionou a PM sobre o problema de segurança no litoral, mas a corporação não respondeu até as 23h de sexta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.