Marcio Fernandes/AE
Marcio Fernandes/AE

No fim de semana, 34h de Virada Esportiva

Meta é que 3,5 mi de pessoas participem de 3 mil atividades em 1.100 pontos da cidade

Artur Rodrigues - O Estado de S. Paulo,

27 de junho de 2012 | 22h34

SÃO PAULO - Bike polo, corrida sobre escadaria, escalada aquática, badminton, rúgbi e até snowboard. No próximo fim de semana, a 6.ª Virada Esportiva promete trazer o diferente ao país do futebol. Aproximadamente 3,5 milhões de pessoas são esperadas no evento, que deve reunir 3 mil atividades em 1.100 pontos da cidade de São Paulo.

"Os esportes tradicionais não precisam de tanto fomento. O objetivo é mostrar modalidades novas para que as pessoas possam conhecê-las e praticá-las", afirma o coordenador da Virada, Thiago Lobo. Segundo ele, outra tendência do evento é usar espaços de esportes tradicionais para praticar outras modalidades. "Usamos campo de futebol para futebol americano, rúgbi, pega-pega", diz.

Na galeria de estreias, destaque - no Memorial da América Latina - para o minidrome, evento em que ciclistas correm em uma pista oval e inclinada. No mesmo espaço, o bike polo vai subverter o aristocrático esporte ao trocar cavalos por bicicletas. O Memorial, aliás, não era palco da Virada desde 2007 e agora funcionará das 17h de sábado às 17h de domingo.

Outra novidade é a Câmara Municipal. O prédio, que geralmente abriga disputas políticas, será cenário de um campeonato de boxe. Nas escadarias do edifício, será realizada a corrida vertical. "Esse é um incentivo para que as pessoas usem as escadas e melhorem a capacidade física e a saúde", diz Lobo.

Como em edições anteriores, neste ano os esportes radicais terão grande espaço na programação. Entre eles, está a tirolesa sobre o Vale do Anhangabaú. Na Câmara, haverá apresentações de rapel das 9 às 17 horas de domingo. Para anunciar o evento, na tarde desta quarta-feira, 27, instrutores desceram o prédio da Fiesp, de 16 andares, na Avenida Paulista. "É uma descida fácil, porque o prédio é inclinado. E a vista é uma das melhores da cidade", afirmou Fábio Senna, de 41 anos, que desceu duas vezes. Também foi realizada uma partida de futebol americano no Viaduto Santa Ifigênia.

Crescimento. A organização destaca que neste ano a Virada será maior. Serão 500 atividades e cem locais a mais que em 2011. O extremo leste da cidade contará com várias atrações. Como as do Centro Educacional Unificado (CEU) Água Azul, em Cidade Tiradentes, que terá de esgrima a escalada aquática.

Tudo o que sabemos sobre:
Virada Esportivarapel

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.