No feriado, 2 milhões devem deixar a capital paulista

Estimativa é que 325 mil veículos devam seguir em direção ao litoral sul pelo sistema Anchieta-Imigrantes

Agência Estado,

19 Novembro 2009 | 10h02

Pelo menos 2 milhões de pessoas devem deixar a capital paulista com destino ao litoral e ao interior paulista no feriado prolongado da Consciência Negra. Segundo a Ecovias, que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes, cerca de 325 mil veículos devem usar as rodovias apenas com destino ao litoral.

 

Veja também:

linkVeja o que abre e o que fecha em SP na Consciência Negra

linkDia da Consciência Negra faz homenagem a Zumbi dos Palmares

linkSalvador tem programação para o Dia da Consciência Negra

 

A Operação Descida, com sete pistas destinadas aos motoristas que vão para a praia, será instalada hoje, a partir das 12 horas, e será mantida até as 18 horas de amanhã. Recomenda-se que sejam evitados os horários entre as 16 horas e 21 horas de hoje e entre as 7 horas e 14 horas de amanhã, quando o trânsito estará mais carregado.

Para facilitar o retorno à capital, a Operação Subida (2x8) deve ser implementada a partir das 16 horas do sábado, quando os motoristas que saem da Baixada Santista terão disponíveis as pistas norte e sul da Imigrantes e a pista norte da Anchieta. A operação se estenderá até a 1 hora do dia 22. A partir daí, o sistema volta a operar no esquema 5x5. A Operação Subida deve ser adotada novamente às 8 horas de domingo, devendo seguir até as 2 horas da madrugada de segunda-feira.

Três bases avançadas localizadas no quilômetro 41 da pista sul da Imigrantes e nos quilômetros 43 e 28 da pista norte vão reforçar a segurança do sistema neste feriado, oferecendo atendimento de emergência, auxílio mecânico, guinchos de plantão no local, banheiros químicos, água, café, mesas e linha telefônica. Na Rodovia Rio-Santos (SP-55) será feito um acesso alternativo à Riviera de São Lourenço por meio da Via Marginal e ampliada a fluidez do trânsito com mais uma faixa.

Balsa

Os motoristas que seguem de Santos para o Guarujá devem evitar a travessia de balsa por causa das obras nos atracadouros. A Dersa sugere o trajeto pela Rodovia Cônego Domenico Rangoni, cujo percurso por Cubatão é de cerca de 40 quilômetros.

As obras ocorrem porque o navio Zen-Hua 27, de bandeira chinesa, se chocou contra os atracadouros no fim de junho. Desde então, a travessia opera com um atracadouro flutuante no lado do Guarujá, o que aumentou o tempo de operação. A Dersa está construindo um terceiro atracadouro, a ser entregue no dia 30.

Mais conteúdo sobre:
feriado SP Consciencia Negra

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.