No feriado, 1,1 milhão de carros devem usar rodovias de SP

Concessionárias estimam maior movimento entre 16 e 23 horas de sexta-feira, e das 7 às 14 horas do sábado

Elvis Pereira, do estadao.com.br,

17 de abril de 2008 | 14h56

Aproximadamente 1,1 milhão de veículos deverá passar pelos sistemas Castelo-Raposo e Anhangüera-Bandeirantes e na Rodovia Presidente Dutra neste feriado prolongado de Tiradentes. As concessionárias estimam que o maior movimento nas estradas na saída da capital paulista ocorra entre 16 e 23 horas desta sexta-feira, 18, e das 7 às 14 horas do sábado, 19. O retorno deve ser intenso entre 14 e 23 horas de segunda-feira, 20.   Veja também: Estimativa é que 1,2 milhão de veículos deixem SP neste feriado   Somente no Sistema Castelo-Raposo - composto pelas rodovias Castelo Branco, Raposo Tavares, Senador José Ermírio de Moraes e Doutor Celso Charuri -, que liga a capital ao oeste paulista, a circulação de veículos pode alcançar 425 mil veículos.   Na segunda, 21, das 14 às 23 horas, nenhum caminhão poderá usar a Castelo no sentido capital. Durante o feriado, as obras executadas no sistema que provocam interdições na pista permanecerão suspensas até o meio-dia de terça, 22.   No Sistema Anhangüera-Bandeirantes, o tráfego previsto é de 540 mil veículos. O sistema abrange as rodovias Anhangüera, Bandeirantes, Dom Gabriel Paulino Bueno Couto e a interligação Adalberto Panzan, e liga a capital à região de Campinas.   No dia do feriado, 21, das 14 às 22 horas, os caminhões que seguem para a capital terão de trocar a Bandeirantes pela Anhangüera, do quilômetro 61 ao 23, entre Jundiaí e São Paulo. A Dutra, que liga São Paulo ao Rio, deverá ser usada por 190 mil veículos.   Litoral paulista   A Ecovias, concessionária que administra o sistema Anchieta-Imigrantes, estima que entre 240 e 310 mil veículos devam descer para a Baixada Santista durante o feriado de Tiradentes. A contagem começa à meia-noite de sexta-feira e vai até a meia-noite segunda.   A concessionária planeja implantar a Operação Descida (7x3) a partir das 16h desta sexta-feira. Para o retorno do feriado, a Ecovias deve começar a implantar a Operação Subida (2X8) a partir das 18h de domingo.   A Operação Tiradentes da Dersa Desenvolvimento Rodoviário S/A e do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) vai funcionar no mesmo período. Com o apoio da Polícia Militar Rodoviária, a operação envolverá principalmente as rodovias que dão acesso ao litoral norte e a Campos do Jordão, que deverão ter 30% de aumento, em média, no tráfego.   A estimativa é de que os horários de maior movimento para as estradas do litoral e região serrana sejam entre 16h e 23h de sexta, 7h e 15h de sábado e para o retorno, na segunda-feira, das 14h às 23h. A previsão é que 141 mil veículos trafeguem pelas rodovias litorâneas - SP-55, Rio-Santos, Padre Manoel da Nóbrega - durante os três dias do feriadão. Na Raposo Tavares (SP-270), o fluxo deverá ser de 189 mil veículos e de 40 mil na Tamoios (SP-99).   Balsas   Os técnicos da Dersa estimam que mais de 170 mil veículos devam utilizar as balsas neste feriado e que os horários de maior movimento serão na sexta-feira, entre 19 e 23 horas), no sábado das 9 às 13 horas e na segunda-feira, a partir das 14 horas.   Na travessia Santos/Guarujá, seis embarcações estarão à disposição dos 136 mil veículos que deverão circular nos dois sentidos. Em São Sebastião/Ilhabela, cinco balsas farão o transporte dos 22 mil veículos aguardados e na ligação Guarujá/Bertioga duas balsas estarão operando para o transporte de cerca de 8 mil veículos.   Texto atualizado às 16 horas   (Colaborou Rejane Lima, de O Estado de S.Paulo)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.