No enterro, pais de crianças suspeitam de namorado

Os pais de três das quatro crianças encontradas mortas em Ferraz de Vasconcelos disseram nessa quarta-feira, 18, no enterro das cinco vítimas em Vargem Grande, na Grande São Paulo, que Dina Vieira da Silva tinha uma relação "conturbada" com o namorado e suspeitam de que Alex Pedraza tenha assassinado a família.

Fabio Leite, O Estado de S.Paulo

19 Setembro 2013 | 02h03

"Não posso acusar 100%, mas tenho impressão de que foi ele", disse o marceneiro Braz Lopes de Souza, de 41 anos, pai biológico de Karina, de 16 anos, e que registrou Carlos, de 12, e Caroline, de 11, filhos do metalúrgico Aparecido Elias dos Santos, de 42 anos. "Ela era uma mãe exemplar. Não faria isso nunca", disse Santos, que não via os filhos havia três anos. Eles tentam arrecadar dinheiro para quitar o enterro, no valor de R$ 18 mil.

Familiares estavam indignados ontem com o fato de o pai de Vitória Cristina, de 7 anos, filha mais nova encontrada morta, não ter ido ao enterro. Além das quatro vítimas, Dina tinha outros dois filhos, um de 19 anos com Souza, e uma de 6 com Pedraza, que não estava no apartamento. Segundo amigos, Dina era alegre e extrovertida e cuidava de idosos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.