No Ceará, novato com bom resultado ganha computador

Se nas escolas particulares a regra é incentivar treineiros, a rede pública também precisa seguir a tendência. Esse foi o raciocínio da secretária estadual de Educação do Ceará, Izolda Cela. "Vimos que o sonho da universidade se colocava muito distante dos nossos alunos."

Marina Azaredo e Paulo Saldaña, O Estado de S.Paulo

23 de outubro de 2013 | 02h09

Neste ano, 30% dos inscritos do Estado são do 2º ano. Resultado de um programa de R$ 2 milhões que vai premiar com um computador quem tiver bom desempenho. Mas a iniciativa começa já na matrícula - garantindo retirada de CPF e RG, necessários para inscrição -, passa pela preparação e vai até o transporte para quem vai fazer a prova. "É um incentivo grande. Na minha turma todos estão inscritos", diz o aluno do 2º ano João dos Santos, da Escola Jenny Gomes, de Fortaleza.

Mais conteúdo sobre:
Enem

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.