No CE, condomínio pede que moradores não fumem maconha

Comunicado afixado no quadro de avisos alerta que a administração do condomínio não é contra o vicio, 'mas que, por favor, escolham outro local para fumar'

Lauriberto Braga - Especial para O Estado de S. Paulo,

26 Novembro 2012 | 16h59

FORTALEZA - A administração de um condomínio residencial no bairro Papicu, área nobre de Fortaleza, no Ceará, afixou um comunicado no quadro de aviso do prédio, pedindo que os moradores não fumem maconha ali. O comunicado chama atenção pela forma como a administração se dirige aos fumantes de maconha.

O comunicado começa dizendo que "por razão das constantes reclamações à administração, comunicamos aos senhores moradores que têm o vicio de fumar maconha, que não é mais possível conviver com a situação constrangedora de estarmos sendo incomodados pelo odor forte do referido mato, que se alastra pelos apartamentos vizinhos, corredores e elevadores a qualquer hora do dia e da noite".

O aviso de alerta da administração do condomínio destaca que não é contra o vicio, "mas que, por favor, escolham outro local para fumar, pois esse odor vem incomodando até as crianças e levando os condôminos a irem fedendo à maconha para o trabalho". O recado da administração diz ainda "que moramos em condomínio e que precisamos respeitar nossos vizinhos".

O informe pede que os fumantes "pratiquem seu vicio fora dos apartamentos para não incomodar as outras pessoas que aqui residem". E finaliza fazendo uma ameaça: "avisamos que estamos solicitando 'numa boa', mas caso seja preciso, iremos acionar os meios competentes para resolver tal problema".

O comunicado foi afixado no último final de semana depois que um morador se sentiu incomodado com o cheiro de maconha e resolveu queimar pneus no hall do condomínio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.