No auge, vendia até helicóptero

A mudança para o palácio da Marginal do Pinheiros ocorreu em 2005, mas a história da Daslu começou bem antes, ainda em 1958, em uma casa na Vila Nova Conceição. Lúcia Piva de Albuquerque Tranchesi e Lourdes Aranha dos Santos vendiam roupas de grife trazidas de viagens da Europa, na garagem do imóvel, a amigas em busca de luxo. Não demorou muito para que criassem a própria marca.

O Estado de S.Paulo

19 Novembro 2012 | 02h03

Sintonizada com as tendências internacionais, a butique privada cresceu e no fim dos anos 1990 já ocupava casas vizinhas que se comunicavam por corredores secretos, a portas fechadas. No auge dos negócios, já comandados por Eliana Tranchesi - filha de Lúcia -, a loja chegou a vender até helicópteros. Rebatizada de Villa Daslu, tornou-se o império do luxo no Brasil e ponto de encontro da classe AA. No complexo da Marginal, megafestas reuniam de celebridades a socialites paulistanas no mezanino com vista para o rio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.