No 4º dia, cerco a Paraisópolis soma 17 presos

A Operação Saturação em Paraisópolis, na zona sul da capital, área vizinha ao Morumbi, chegou ontem ao quarto dia com mais de 2.300 mil abordagens realizadas pelos 500 policiais militares que participam da ação. Durante o dia, não houve nenhuma grande apreensão informada pela PM.

O Estado de S.Paulo

02 de novembro de 2012 | 02h06

Até a manhã de ontem, de acordo com os dados mais recentes da Secretaria de Segurança Pública do Estado, 17 pessoas foram presas em flagrante - incluindo integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC), como Edson Santos, de 31 anos, o Nenê. Dentro da facção criminosa, Nenê tinha uma função disciplinar, ou seja, era um dos responsáveis por fazer julgamentos no chamado "tribunal do crime".

Já foram apreendidos também mais de 700 kg de cocaína, 212 kg de maconha e 50 frascos de lança perfume. A corporação recolheu entre os criminosos 14 armas - como dois fuzis de uso restrito e 324 munições de diferentes calibres. / W.C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.