No 2º dia de greve de metroviários, SP tem novamente 3ª manhã mais lenta da história

Recorde no ano, com 226 quilômetros de lentidão nas vias monitoradas pela CET às 9h30, superou o primeiro dia de paralisação no Metrô

06 de junho de 2014 | 09h06

SÃO PAULO - O segundo dia de greve dos metroviários segue afetando o trânsito da capital paulista nesta sexta-feira, 6. A cidade quebrou o recorde desta quinta-feira, 5, e registrou novamente o maior congestionamento no ano para o período da manhã, com 226 quilômetros de lentidão, às 9h30, nas vias monitoradas pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A média para o horário varia entre 79 e 111 quilômetros.

O índice de retenção é o terceiro maior da história para o período da manhã desde que as medições começaram, nos anos 1980. Os dois primeiros ocorreram em 2012: 249 quilômetros às 10h do dia 23 de maio; e 245 quilômetros às 10h de 12 de novembro. 

Na manhã desta quinta-feira, o congestionamento somou 209 quilômetros às 9h30.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.