No 2º dia de funcionamento, novo terminal de Cumbica tem menos queixas

Segundo concessionária, problemas técnicos são acompanhados para correção nos próximos dias

Laura Maia de Castro e Victor Vieira, O Estado de S. Paulo

12 Maio 2014 | 22h54

O segundo dia de funcionamento do Terminal 3 do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, apresentou menos problemas do que o primeiro, em que passageiros reclamaram de elevadores e esteiras parados, além da falta de cadeiras. Na tarde desta segunda-feira, 12, dezenas de funcionários da concessionária ainda faziam pequenos reparos no terminal recém-inaugurado.

De acordo com a GRU Airport, que administra o aeroporto, os problemas de esteiras e elevadores foram corrigidos. Em visita do Estado ao terminal na tarde desta segunda, apenas um dos elevadores estava parado, em manutenção. Os banheiros, esteiras e outras instalações elétricas funcionavam normalmente.

Os passageiros elogiaram a nova estrutura, mas acreditam que ajustes ainda são necessários. "Está mal sinalizado", reclamou o engenheiro Mário Ishicava, de 62 anos. "O motorista do ônibus que nos trazia até o terminal se confundiu e errou o caminho. Tivermos que caminhar um longo trecho a pé", reclamou ele, que estava acompanhado da esposa.

Já a bancária aposentada Brígida Silva, de 57 anos, gostou da nova estrutura, que é exclusivamente internacional. "Até agora nós não tivemos nenhum problema e fomos muito bem atendidos", afirmou a turista, que esperava o embarque para um voo rumo a Portugal.

A concessionária informou que está "acompanhando o funcionamento de todo aparelhamento técnico" para correções pontuais nos próximos dias. Em relação à ausência de bancos, afirmou que o projeto previa "amplos espaços livres para facilitar o fluxo de passageiros até o acesso à área restrita". Entretanto, a GRU Airport admitiu que vai avaliar o funcionamento nos próximos dias para decidir se colocará bancos ou não.

Mais conteúdo sobre:
cumbica aeroporto de guarulhos terminal 3

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.