TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO
TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO

Nível do Sistema Cantareira cai pelo 18º dia consecutivo

Responsável pelo abastecimento de 5,2 milhões de pessoas, o Cantareira chegou a 16,8% de sua capacidade

O Estado de S. Paulo

19 de agosto de 2015 | 11h31

SÃO PAULO - O Sistema Cantareira, considerado o principal responsável pelo abastecimento no Estado de São Paulo, registrou nas últimas 24 horas uma queda de 0,1 ponto porcentual, passando de 16,8% para 16,7%, segundo o boletim da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), divulgado nesta quarta-feira, 19. 

Responsável pelo abastecimento de 5,2 milhões de pessoas, o Cantareira chegou a 16,8% de sua capacidade, no índice que já considera os dois volumes mortos, adicionadas no ano passado. Não choveu no Sistema nas últimas 24 horas. O reservatório teve 0,9 milímetro de pluviometria acumulada no mês. A média histórica do manancial é de 34,4mm. 

A última vez que o Cantareira registrou alta foi no dia 27 de julho, quando subiu de 18,8% para 18,9%. Desde que iniciou a sequência negativa, o manancial já reduziu 2,2 pontos porcentuais da sua capacidade.

Todos os reservatórios do Estado tiveram perda de volume de água nas últimas 24 horas. Em um mês de seca mais rigorosa do que o esperado para agosto, a pluviometria acumulada no mês é muito inferior às médias históricas de anos anteriores. Dos seis mananciais, choveu somente no Sistema Alto Cotia nas últimas 24 horas: 0,2mm. 

Não há precipitações no Sistema Guarapiranga há 19 dias. O reservatório caiu mais de 0,1 ponto porcentual nesta quarta, passando de 71,2% para 70,5%. 

Em crise ainda mais grave, o Alto Tietê foi o sistema que sofreu a maior variação negativa, caindo 0,4 ponto porcentual. O nível de volume armazenado era de 15,8% nesta terça e caiu para 15,4% nesta quarta.  

O nível de volume armazenado do Rio Grande é de 83,7% No dia anterior, o índice era de 84%. O nível do Alto Cotia reduziu de 56,3% para 55,7%. Já o Rio Claro desceu de 64% para 63,% nesta quarta. 

Tudo o que sabemos sobre:
Crise da águaSistema Cantareira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.