Clayton de Souza/Estadão
Clayton de Souza/Estadão

Nível do Cantareira volta a cair após ficar estável por um dia

Responsável por atender 6,5 milhões de pessoas, reservatório caiu 0,1 ponto porcentual e está com apenas 7,5% do volume de água

Felipe Resk, O Estado de S. Paulo

12 Dezembro 2014 | 09h24

SÃO PAULO - Com a diminuição das pancadas de chuva nas últimas 24 horas, o nível do Sistema Cantareira voltou a cair 0,1 ponto porcentual após ter passado um dia estável. Segundo dados da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), o reservatório opera nesta sexta-feira, 12, com 7,5% da capacidade, ante 7,6% nos dois dias anteriores. O cálculo leva em conta os 105 bilhões de litros da segunda cota do volume morto.

De acordo com a Sabesp, a pluviometria do dia na região do Cantareira foi de 5,3 milímetros, bem inferior ao do dia anterior, quando foram registrados 18,1 milímetros. Já a pluviometria acumulada do mês chegou a 30,7 milímetros, o que representa cerca de 14% da média histórica de dezembro.

Responsável por abastecer 6,5 milhões de pessoas, o Cantareira registrou aumento no volume armazenado de água pela última vez no dia 16 de abril (com exceção dos dias em que as reservas técnicas foram acrescentadas no cálculo). Na ocasião, o reservatório subiu de 12% para 12,3% e havia chovido 27,1 milímetros.

Outros mananciais. Com poucas chuvas registradas, o nível de outros três mananciais também caiu nesta sexta-feira. O maior deles, o Alto Tietê, que atende 4,5 milhões de pessoas, perdeu 0,2 ponto porcentual, caindo de 4,4% para 4,2% da sua capacidade. Segundo a Sabesp, choveu apenas 1,1 milímetro na região.

Os sistemas Rio Claro e Alto Cotia desceram 0,7 e 0,1 ponto porcentual, respectivamente, e estão com 26,4% e 29,1% do volume armazenado de água. Juntos, os reservatórios abastecem certa de 1,9 milhão.

Por sua vez, o Sistema Guarapiranga, que abastece 4,9 milhões de pessoas na capital e Grande São Paulo, subiu 0,7 ponto porcentual, após ter chovido 25,6 milímetros sobre a região. Nesta sexta-feira, o manancial está com 32,2% da sua capacidade, enquanto nesta quinta-feira, 11, registrava 31,5%. Esse é o terceiro dia consecutivo com aumento no volume de água do reservatório.

Além dele, o Sistema Rio Grande subiu 0,2 ponto porcentual e, agora, opera com 62,7%. A pluviometria do dia foi de 19,4 milímetros.

Mais conteúdo sobre:
Crise da Água Sistema Cantareira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.