Nível da Cantareira volta a subir

Capacidade do sistema chega a 16,1%, mas ainda continua baixa

Adriana Ferraz - O Estado de S. Paulo,

09 Março 2014 | 11h48

Pelo segundo dia consecutivo, subiu a capacidade do Sistema Cantareira, que abastece mais de 8 milhões de pessoas nas regiões metropolitanas de São Paulo e Campinas. Segundo dados oficiais da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), a alta foi de 0,1% de ontem para hoje. No fim de semana, o saldo acumulado é 0,3%. Ainda assim, a capacidade atual é uma das mais baixas da história.

A pequena melhora é resultado das chuvas que atingiram os rios que formam o sistema nos últimos dois dias. A pluviometria do mês já chega a 92,8 mm - pouco mais da metade da média histórica para março, que é de 184,1 mm. Em fevereiro, o acumulado de chuvas na região não passou de 73 mm.

A alta não deve modificar os planos da Sabesp de investir no bombeamento do chamado volume morto do sistema, nome dado à quantidade de água armazenada abaixo da superfície das represas. Também não está prevista qualquer mudança relacionada a um possível programa de racionamento. O governo mantém a posição de cautela e, por enquanto, aposta apenas na economia feita pela população.

Mais conteúdo sobre:
sistema cantareira abastecimento água

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.