Navio da Marinha vai ajudar nas buscas por arquiteto

Morador da Água Branca, Luciano de Lucca, de 30 anos, caiu do 11º andar do transatlântico MSC Fantasia e sumiu no mar

ZULEIDE BARROS / SANTOS , ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

12 de fevereiro de 2013 | 02h03

A Marinha do Brasil está encaminhando para Santos o navio de resgate e patrulha Marlin, a fim de reforçar as buscas ao turista que caiu no mar na noite de sábado, momentos antes de o navio MSC Fantasia iniciar um cruzeiro de carnaval para Salvador.

A embarcação, que pertence à Capitania dos Portos do Rio de Janeiro, está sendo emprestada à Capitania dos Portos de São Paulo, que desde a noite de sábado, em ação conjunta com o Grupamento de Bombeiros, procura pelo arquiteto paulistano Luciano de Lucca, de 30 anos. Ainda não se sabe como, mas ele caiu da varanda do 11.º andar do transatlântico (a uma altura de 40 metros), onde estava hospedado com três amigos. Luciano mora no bairro da Água Branca, na zona oeste da capital, com um irmão e uma prima.

Logo após o acidente, a Polícia Federal lacrou a cabine 11.163 e determinou que os outros três hóspedes desembarcassem de imediato para dar início às investigações.

O transatlântico, que tinha partida prevista para as 18h30, acabou deixando o Porto de Santos somente no início da madrugada de domingo. No momento da queda, o navio - que se preparava para zarpar - se encontrava nas proximidades do Armazém 32, onde as buscas se concentraram até domingo. Ontem, elas foram ampliadas para um raio maior, uma vez que houve alteração das correntes marítimas.

As equipes de resgate têm planos de percorrer as praias de Santos, Guarujá e Bertioga, tendo em vista que o desaparecimento do rapaz ocorreu há mais de 48 horas.

As circunstâncias do desaparecimento estão sendo investigadas também pela Capitania dos Portos, que tem 90 dias de prazo para concluir o inquérito. Uma testemunha viu quando o rapaz caiu. Um tripulante teria lançado uma boia salva-vidas e baixado um bote de emergência para tentar resgatá-lo, mas isso não foi possível porque Luciano logo desapareceu na água.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.