Nardoni comprova curso superior para ficar em cela especial

Segundo a SSP, o documento foi encaminhado à Justiça, que verificará se ele é válido

Elvis Pereira, Agência Estado

10 de maio de 2008 | 16h01

Os advogados de Alexandre Nardoni, de 29 anos, apresentaram à polícia no início da tarde deste sábado, 10, uma declaração de colação de grau para comprovar a conclusão do curso de Direito. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o documento foi encaminhado à Justiça, que verificará se ele é válido.  VEJA TAMBÉM'Agora, a Justiça foi feita', desabafa mãe de IsabellaGilmar Mendes cobra cautela na apuração da morte de IsabellaAmeaçada, Anna Carolina Jatobá é transferida para TremembéImagens da prisão do casal  Leia a conclusão da Justiça sobre o inquéritoFotos do apartamento onde ocorreu o crime  Cronologia e perguntas sem resposta do caso  Tudo o que foi publicado sobre o caso Isabella   Alexandre, pai da menina Isabella, morta em 29 de março, é mantido em cela isolada no 13º Distrito Policial, da Casa Verde, na zona norte de São Paulo. Em entrevista à Globo News, o delegado plantonista André Figueiredo disse que a declaração prova o término do curso superior e é suficiente para a permanência de Alexandre no DP. "Ele alegou ainda que demora uns 5, 6 meses para confeccionar o diploma. Para nós, aquela certidão é válida", afirmou o delegado ao canal.

Tudo o que sabemos sobre:
Caso Isabella

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.