''Não vamos passar vergonha'', diz Miriam Belchior

Ao detalhar o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) enviado ontem ao Congresso, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, confirmou a decisão do governo de adotar regras especiais de licitação e criticou o estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), divulgado anteontem, que mostra que 9 dos 13 aeroportos das cidade-sede dos jogos da Copa de 2014 não terão as obras concluídas a tempo. "Em relação ao Ipea, consideramos todas as contribuições, mas temos outros parâmetros", afirmou a ministra. "É natural especulação com eventos. Tenho certeza que não vamos passar vergonha. Como sempre, vamos fazer bonito."

Denise Madueño, O Estado de S.Paulo

16 de abril de 2011 | 00h00

O cronograma de obras dos aeroportos será apresentado à presidente Dilma Rousseff provavelmente na próxima semana. "São medidas que terão a capacidade de lidar melhor com o setor aeroportuário", resumiu Miriam.

A ministra argumentou que uma das alternativas para atender à demanda dos usuários é a construção de módulos operacionais nos aeroportos, uma espécie de terminal provisório, que estão sendo chamados de "puxadinhos". Outra alternativa é a realização de obras por parceria público-privada (PPPs) - há estudos adiantados para Cumbica e Viracopos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.