JB Neto/AE
JB Neto/AE

Nada de bufê infantil. Moda agora é limusine

Incentivadas pelos pais, crianças fazem crescer demanda por passeio no carrão

Paulo Sampaio, O Estado de S.Paulo

27 Março 2011 | 00h00

Justin Bieber canta muito alto dentro de uma limusine cheia de garotinhas, enquanto o carro, de oito metros de comprimento, desce vagarosamente uma colina em Hollywood...Não! Desculpe, em Alphaville.

"Ei, ei! O que houve?", grita Sophia Buch Chaves, quando uma das dez convidadas de sua festa de 7 anos encosta sem querer no controle do DVD e apaga a imagem e a voz de Bieber da tela.

"Onde liga!? Ondeee!?", pergunta ao motorista, Moracy, sem paciência. Na sexta-feira, 18, Moracy foi buscar as garotas na escola para levá-las à casa da aniversariante.

"De van, a gente precisaria fazer várias viagens. Aí, tive a ideia de alugar a limusine", justifica a mãe de Sophia, a advogada Daniele Chaves, de 35.

Contando assim, parece que Daniele foi a primeira a ter a ideia de festejar o aniversário da filha em uma limusine. Pior que não. De acordo com quem trabalha no ramo - e aplaude de pé a inesgotável criatividade dessas mães -, a demanda por passeio com as crianças no carrão não para de crescer.

"Levei muita noiva, mas hoje o maior freguês são as crianças", diz Carlos Tanvellini, de 57, que chega a fazer seis festas infantis por mês, a R$ 1.500 a hora.

A veterinária Fabiana Martinez Souza, de 37, diria que Tanvellini cobra caro. Por quatro horas circulando com 15 meninas no dia do aniversário de 5 anos da filha, Ana Júlia, ela pagou pouco mais de R$ 1 mil. " Vale mais a pena alugar a limusine do que pagar R$ 6 mil por bufê infantil."

Segundo ela, a família tinha acabado de voltar de Chicago, "onde passam muitas limusines na rua". "E a Ana Julia é louca pela Hannah Montana (cantora infanto-juvenil), que chega de limusine aos shows."

Ela diz que a maior parte das mães gostou do programa, "tanto que muitas amiguinhas da Ana Júlia quiseram comemorar do mesmo jeito". Mas houve quem achasse que passear de limusine no dia do aniversário de 5 anos é "muita ostentação", algo que não tem cabimento. Será?

"Crianças de 5 anos deveriam festejar aniversário correndo, não confinadas em carro de luxo", diz a psicóloga Laís Fontenelle, do Instituto Alana.

Para ela, hoje existe "adultização" das crianças e "infantilização" dos adultos. "A sociedade de consumo aproxima cada vez mais os dois públicos, para ampliar o target."

A empresária Liliana Malta, de 38, mãe de uma menina de 6 que ganhou o passeio de limusine no aniversário, diz que não sabe dizer quem aproveitou mais, a filha ou ela. "Nunca me diverti tanto. Foi chiquérrimo!"

O valor do passeio

R$ 1,5 mil

é quanto pode chegar a custar cada hora na limusine. Mas também é possível encontrar

motorista que cobre R$ 1 mil por um período de quatro horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.