Na Vila Mariana, protesto contra fim de Zona Azul

Comerciantes e moradores da Rua Domingos de Morais, Vila Mariana, na zona sul de São Paulo, fecharam o trânsito da via por cerca de 40 minutos ontem à tarde em protesto contra a extinção de vagas para estacionamento. Eles também são contra projeto para construção de um corredor de ônibus na rua.

, O Estado de S.Paulo

01 de junho de 2010 | 00h00

O protesto começou às 16h,, quando os lojistas fecharam as portas. Depois de percorrer cerca de três quadras, os manifestantes fecharam a via no cruzamento com o Largo Ana Rosa. O trânsito ficou complicado. O congestionamento ia até o início da Avenida Paulista. O taxista Cláudio Trivelato, de 61 anos, demorou meia hora para percorrer um trecho de pouco mais de 600 metros. "Haja paciência", disse.

Segundo os lojistas, o estacionamento foi proibido há 20 dias. "Estimamos que o movimento cairá em 60%", diz o comerciante e um dos organizadores do ato, Alexandre Ibrahim. "Queremos a Zona Azul de volta." Por volta das 17h, o protesto terminou e as lojas foram reabertas.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informou que 68 vagas de Zona Azul foram eliminadas na região para dar mais fluidez ao trânsito. A medida foi necessária por conta da motofaixa na Rua Vergueiro. A São Paulo Transportes (SPTrans) não respondeu à reportagem sobre a construção do corredor de ônibus. / MARCELA SPINOSA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.