Na Metrópole

Diamantino Nunes, português, é presidente do World Bike Tour

Paulo Saldaña, O Estado de S.Paulo

19 Dezembro 2010 | 00h00

"São Paulo é um tremendo desafio

Na primeira vez em que o português Diamantino Nunes esteve em São Paulo, há dois anos, percebeu um contraste que lhe chamou a atenção. "A cidade é caótica, mas o espírito das pessoas é alegre e muito interessante", diz. "Essa coisa de sair à noite, beber um chopinho depois do trabalho. Em Portugal não vejo isso."

Nunes, de 35 anos, foi quem trouxe a São Paulo a World Bike Tour (WBT), passeio ciclístico em que os participantes levam a bicicleta para casa. O evento que já existe em Lisboa, cidade do Porto e Paris vai ocorrer pela 3.ª vez em São Paulo no dia 25 de janeiro. A largada será na Ponte Octavio Frias de Oliveira.

A pé. A ideia de promover o WBT na cidade surgiu depois que Nunes conheceu os problemas de trânsito. "São Paulo é um tremendo desafio. É grande e tem problemas básicos", avalia. "Esse caos acaba interferindo na qualidade de vida das pessoas." Mesmo com o trauma dos congestionamentos, não se aventura a pé pelas ruas. "Ando muito pouco à noite pela cidade, tenho medo."

Amigos. Como amante da noite paulistana - mesmo não bebendo -, já tem um carinho especial pela Vila Madalena. "Adoro o clima dos botecos. Ganhei muitos amigos por ali." O empresário, que passa algumas semanas do ano na cidade, só volta a Portugal na quarta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.