Na madrugada, deputados apreciam projetos sobre Polícia Civil

Em sessão extraordinária ao meio dia, Assembléia vai votar reajuste da categoria que continua em greve

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

05 de novembro de 2008 | 04h55

Os deputados estaduais apreciam na madrugada desta quarta-feira, 5, na Assembléia Legislativa(AL) de São Paulo projetos do governo que prevêem reajustes a policiais civis em greve há quase 2 meses em São Paulo. O primeiro dos cinco projetos enviados pelo governador José Serra à AL chegou a ir a plenário, mas a votação foi adiada. O governador José Serra enviou mensagens aos deputados, pedindo urgência nas votações. O parecer do Projeto de Lei nº 59, que aumenta em 6,5% o salário dos delegados, foi aprovado durante a tarde desta terça-feira nas comissões. Todas as emendas foram retiradas pelo relator, o deputado Roberto Engler, do PSDB, que alegou inconstitucionalidade. Em plenário, o projeto recebeu uma emenda e deverá ser apreciado novamente pelas comissões, antes de ser votado. O projeto nº 60, que trata do mesmo reajuste, mas para as classes operacionais, como investigadores, também foi aprovado pelas comissões. Mas, como não foram apresentadas emendas, deverá ir a plenário, em sessão extraordinária, às 12 horas desta quarta-feira. As discussões entre os parlamentares foram acompanhadas por cerca de 30 policiais civis. O grupo vaiou os votos da base aliada. Em coro, os policiais gritavam pela manutenção da greve. O líder do governo, deputado Barros Munhoz, deu sinais de que a base poderia ceder um pouco, para alterar a proposta, mas negou pressão por parte de José Serra. Na segunda-feira, os policiais civis decidiram manter a greve, que foi iniciada em 16 de setembro. A categoria quer 15% de aumento para este ano, e outras duas parcelas, de 12%, em 2009 e em 2010. Projetos Os projetos do governo concedem 6,5% de aumento em 2009 e o mesmo percentual em 2010, além de aposentadoria aos 30 anos de serviço e extinção da faixa salarial mais baixa de todas as carreiras da Polícia Civil. O presidente da AL, deputado Vaz de Lima, espera colocar em votação os cinco projetos até o final desta semana.

Tudo o que sabemos sobre:
Polícia Civilgreveparalisação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.