Na ficção, uma viagem por SP

O enredo traz um ex-jogador de futebol apaixonado por museus, corretores imobiliários ávidos para ganhar dinheiro com a expansão do metrô e um maluco desmemoriado que vive dentro da estátua de Borba Gato - a sempre polêmica escultura localizada em Santo Amaro, apontada por muitos como uma das coisas mais feias de São Paulo. Como pano de fundo, cenários como o entorno do Autódromo de Interlagos e do Aeroporto de Congonhas.

EDISON VEIGA, O Estado de S.Paulo

13 Agosto 2012 | 03h05

Com lançamento marcado para quarta (às 19h, na Bienal do Livro), Era Uma Vez no Meu Bairro - Zona Sul (Editora Nova Alexandria, 228 pág., R$ 38) é o terceiro volume de uma série em que o escritor paulistano Jeosafá Fernandez Gonçalves (foto) pretende retratar as cinco regiões paulistanas.

Despretensiosamente, o projeto "Era Uma Vez no Meu Bairro" começou em 2009, com um romance ambientado na zona norte. Em edição quase artesanal, bancada pelo autor, vendeu 2 mil exemplares em 70 bancas de jornal da cidade. Acabou despertando a atenção do mercado e foi relançado pela Editora Nova Alexandria, que topou continuar a série. No ano passado, saiu o Zona Leste. O próximo será Zona Oeste e o último da série será o Centro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.