Na Agenda 2012, só 15 de 223 promessas cumpridas

No balanço oficial da Agenda 2012, o programa de metas determinadas pelo prefeito Gilberto Kassab (DEM) no início deste mandato, 15 das 223 promessas até o fim da gestão já foram concluídas até dezembro de 2010. Entre elas está a inspeção em 100% dos veículos da capital paulista e a criação de dez unidades de Assistência Médica Ambulatorial (AMA) Especialidades.

Edison Veiga e Rodrigo Burgarelli, O Estado de S.Paulo

31 Dezembro 2010 | 00h00

Isso representa 6,7% do total - uma proporção bem menor do que a das 50 metas analisadas nesta reportagem, que ficou em 16,6%.

A discrepância acontece porque o Estado incluiu outras promessas feitas durante a campanha e durante o mandato que não estão na Agenda 2012, e várias delas já estão concluídas até o fim deste segundo ano. Segundo o status do plano de metas oficial, 88% das metas estão em andamento.

Meta ultrapassada. A Prefeitura informa também que, em alguns casos, a administração municipal até superou a previsão inicial dos objetivos propostos, como na meta referente à instalação de 289 câmeras de circuito de TV em cruzamentos: foram colocados 24 equipamentos a mais do que o previsto.

A quantidade de agentes de viagens, taxistas e policiais capacitados foi outra meta que extrapolou o definido - em vez de 1,1 mil, foram 1.609.

A Prefeitura lembrou também que há obras que não estavam previstas e estão praticamente concluídas, como o dique e o piscinão construídos na região do Jardim Romano - região da zona leste da capital paulista que sofre com enchentes e, entre o fim de 2009 e o começo de 2010, ficou três meses alagada.

Em comunicado, a administração municipal informa ainda que a avaliação definitiva das metas oficiais só poderá ser feita daqui a dois anos, mas que, mesmo assim, "a Agenda 2012 já dá mostras de seus resultados positivos, fruto de um planejamento responsável, de longo prazo, com participação de toda a sociedade e com total transparência".

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.