Músico passou a infância na Mooca

Bairro da Mooca: Tradicional reduto italiano em São Paulo, é conhecido pelos galpões de antigas fábricas.

, O Estado de S.Paulo

19 de novembro de 2010 | 00h00

Apesar da ascendência nipônica evidente na aparência e no apelido, o nome verdadeiro do baterista Japinha, da banda CPM 22, não o deixa mentir: Ricardo di Roberto é filho de um autêntico italiano da Mooca, zona leste de São Paulo - os olhos puxados são de parte de mãe.

Criado no bairro, ele está sempre por lá a passeio ou para visitar os pais. A Mooca fez parte da formação do músico, que aprendeu bateria em uma escola do bairro, a Academia Brasileira de Música e Dança Beck. "Foi onde estudei por três anos e me formei. Era bom aluno, os professores me elogiavam."

Também nas reminiscências de Japinha está a Pizzaria do Ângelo, um de seus lugares preferidos na cidade e que frequenta até hoje. "Eles vendem uma pizza por pedaço no balcão que eu adoro."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.