Rafael Arbex / Estadão
Rafael Arbex / Estadão

Muro de vidro da Raia Olímpica da USP já está em obra

Instalação deve ser concluída até o fim de março; material é temperado e tem 10 milímetros de espessura

Bruno Ribeiro, O Estado de S.Paulo

23 Fevereiro 2018 | 03h01

O muro de vidro, de 2,2 quilômetros de extensão, que deverá liberar a visão para a Raia Olímpica da Universidade de São Paulo (USP), na Marginal do Pinheiros, está em fase final de construção e deve ser entregue até o fim de março. Nos próximos dias, a atual mureta de concreto deverá ser demolida. 

Onde hoje fica a mureta de concreto começará a ser instalada uma calçada verde, com gramado entre as pistas da Marginal, sentido Interlagos, em um trabalho de paisagismo. Haverá um recuo entre a nova mureta transparente e as faixas de rolamento. O vidro é temperado, com 10 milímetros de espessura e película de proteção.

+++ Justiça proíbe Doria de usar marca SP Cidade Linda e manda retirar símbolos

+++ Doria reprova performance no MAM

O projeto foi apresentado em junho do ano passado. Em maio, inicialmente, a gestão João Doria (PSDB) havia proposto uma grade, mas foi levantado o problema de aumento de barulho e poluição do ar para os atletas que usam a raia. A solução foi a mureta de vidro, orçada em R$ 15 milhões, com custo pago por 52 parceiros privados – incluindo operadores de saúde e instaladores desse tipo de mureta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.