Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Muro amanhece pichado na Avenida 23 de Maio

Prefeitura já limpou mensagens com críticas ao prefeito João Doria (PSDB) na manhã deste domingo em local onde antes havia mural de Kobra

O Estado de S.Paulo

29 Janeiro 2017 | 15h59

SÃO PAULO - O muro pintado pela Prefeitura de São Paulo na Avenida 23 de Maio amanheceu pichado mais uma vez neste domingo, 29, com frases contra o prefeito João Doria (PSDB). "Viva a pixação. SP, falta saúde e educação, e o problema é a pixação" é a frase inscrita no local, que antes tinha um grafite do muralista Eduardo Kobra, que foi atacado com pichações e removido pela Prefeitura na última semana. O texto foi apagado nesta manhã.

No sábado, 28, Doria anunciou que firmou uma parceria com taxistas para que denunciem pichadores em ação na cidade de São Paulo. Em mais um episódio da guerra contra o grupo, o prefeito também divulgou o valor da multa que poderá ser paga para quem for pego pichando monumentos, prédios públicos e privados: R$ 5 mil.

O projeto deve ser apresentado na próxima semana na Câmara Municipal. De acordo com ele, só na madrugada deste sábado, foram detidos 12 pichadores na cidade. Até sexta-feira, 27, já havia 26 presos. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.