Municipal vai abrir o subsolo para grandes eventos

Em novembro, quando estreou a ópera A Valquíria, de Richard Wagner, o Teatro Municipal de São Paulo serviu um jantar à la carte no primeiro intervalo, para 150 pessoas. Foi a primeira vez na história do lugar. E ainda foi usado o salão dos arcos, no primeiro subsolo, geralmente fechado ao público.

O Estado de S.Paulo

19 de janeiro de 2012 | 03h04

"Seguindo o exemplo de todas as grandes casas de ópera, sempre que for necessário, que tivermos um espetáculo dessa magnitude, vamos repetir e abrir o subsolo", diz Beatriz Franco do Amaral, diretora do Teatro Municipal. / V.F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.