Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Multas em estradas federais sobem 12% em SP

Balanço da atuação da Polícia Rodoviária Federal no ano passado foi divulgado nesta segunda-feira

O Estado de S. Paulo

09 Fevereiro 2015 | 15h45

SÃO PAULO - As multas aplicadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) em estradas federais que atravessam o Estado de São Paulo aumentaram 12% no ano passado na comparação com 2013. Estão na lista de rodovias fiscalizadas pela PRF a Presidente Dutra (BR-116), a Régis Bittencourt (BR-116) e a Fernão Dias (BR-381).

Dados divulgados nesta segunda-feira, 9, mostram que as infrações que registraram o maior crescimento no período foram transitar acima da velocidade permitida em até 20% e guiar falando ao telefone celular. Ambas variaram positivamente 26% de um ano para o outro.

No primeiro caso, foram registradas, no ano passado, 192.206 infrações, ante 153.112 dois anos atrás. Já os casos de condutores flagrados falando ao telefone móvel chegaram a 4.186 em 2014. No ano anterior, haviam sido flagrados 3.334.

Outras infrações que observaram um aumento expressivo de anotações nas rodovias federais que cruzam o território paulista incluem ultrapassar pelo acostamento (que passou de 2.142 para 2.684 de um ano para o outro, um incremento de 25%) e deixar de usar o cinto de segurança (uma elevação de 16%: de 12.514 para 14.514).

Chama a atenção o aumento de casos de ultrapassagens em acostamentos, um local proibido para esse tipo de manobra. É que o flagrante dessa infração gera uma multa substancialmente mais cara desde novembro do ano passado. O valor da infração subiu de R$ 127,69 para R$ 957,70. Em caso de reincidência em um período de até um ano, o valor dobra.

No total, as infrações anotadas pelos policiais rodoviários federais em São Paulo chegou a 442.475 no ano passado. Em 2013, o patamar foi de 393.543.

Por meio de nota, a PRF informou que a sua "fiscalização tem sido direcionada para as infrações que provocam ou intensificam a gravidade da maioria dos acidentes". O órgão destacou ainda que houve queda no número absoluto de mortes nas estradas federais que cruzam São Paulo. Em 2014, foram 307, contra 381 no ano anterior. Já os feridos caíram de 5.697 para 5.089.

A PRF divulgou ainda que os acidentes baixaram de 13.767 para 12.101.

Mais conteúdo sobre:
Polícia Rodoviária Federal PRF

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.