Mulher vítima de explosão em Santo André é enterrada

Empregada doméstica Ana Cristina trabalhava nos fundos da loja de fogos de artifício que explodiu

25 de setembro de 2009 | 15h30

José Carlos Martins, marido de Ana Cristina, chora durante enterro no Cemitério Parque das Nações

 

SÃO PAULO - Foi enterrado no fim da manhã desta sexta-feira, 25, o corpo da empregada doméstica Ana Maria de Oliveira Martins, de 58 anos, uma das vítimas da explosão que houve em Santo André, ABC paulista. Amigos e parentes da mulher participaram da cerimônia no Cemitério Parque das Nações, na Vila Curuçá.

 

Veja também:

mais imagens Galeria com fotos do acidente

mais imagens Foto mostra antes e depois da explosão

especialExplosão e tragédia - acidentes na última década

som Moradora de Santo André fala da explosão em loja

video Vídeo - Repórter fala da explosão em Santo André

especialTem relatos, fotos ou vídeos da tragédia? Mande para o Estadão no twitter

 

O marido de Ana Maria, José Carlos Martins, de 64 anos, se emocionou muito durante o enterro. O filho do casal, Francisco Oliveira, de 26 anos, também estava presente. Ela trabalhava na casa nos fundos da loja de artifícios quando aconteceu a explosão. Ela trabalhava para a família de Sandro Luiz Castellani, dono do imóvel e procurado pela polícia.

 

O corpo de Ana Maria foi velado durante a madrugada na Igreja de Cristo Pentecostal no Brasil. Além dela, o sobrinho de Castellani, Denian Castellani, de 41 anos, morreu no acidente. A mãe do proprietário da loja se feriu e teve alta nesta manhã. Cerca de dez pessoas ficaram feridas com a explosão.

 

Marido e filho de Ana Cristina se despedem durante enterro em Santo André. Foto: Valéria Gonçalvez/AE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.