Mulher reage e espanca estuprador em Sorocaba

Cristino havia fugido de uma cadeia de Campinas e foi autuado por atentado violento ao pudor

José Maria Tomazela,

24 de setembro de 2007 | 19h55

Depois de fugir da cadeia, o detento Levi Caetano Cristino, de 28 anos, invadiu uma casa e tentou estuprar a moradora, na noite de domingo (23), no Jardim Vitória Régia, zona norte de Sorocaba. Deu-se mal: a vítima, a manicure Janete Revelin, de 27 anos, reagiu e espancou o estuprador com um cabo de vassoura. Os gritos do detento e da mulher acordaram o resto da família - o marido de Janete e os três filhos do casal. Perseguido, o criminoso tentou escapar pulando a grade, mas enroscou nos ferros pontiagudos e continuou apanhando. A revolta da manicure com a tentativa de estupro era tão grande que o marido precisou intervir para que ela não matasse o agressor. "Tive de proteger o bandido", disse, depois de pedir para não ser identificado. Ele chamou a Polícia Militar. Cristino foi levado de ambulância para o pronto-socorro do Hospital Regional, onde foi medicado. Por causa dos ferimentos na cabeça, teve de passar por uma tomografia, mas não foi constatada lesão grave. A polícia encontrou uma porção de maconha no bolso do acusado. Ele foi autuado por atentado violento ao pudor e porte ilegal de entorpecente, e levado ao Centro de Detenção Provisória. Segundo a Polícia, o bandido estava preso sob a acusação de homicídio, numa cadeia de Campinas. A manicure também sofreu ferimentos nos braços, mas sem gravidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.