Reprodução/ Google Street View
Reprodução/ Google Street View

Mulher que furtou ônibus para ir a encontro é detida em Jundiaí

Ela bateu num poste que foi derrubado e a frente do veículo ficou destruída; motorista havia deixado chave no contato

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

04 Julho 2017 | 11h15

SOROCABA - A mulher que furtou um ônibus e saiu dirigindo pelas ruas da cidade até bater num poste foi detida na noite desta segunda-feira, 3, por guardas municipais, em Jundiaí, interior de São Paulo. 

Levada para o plantão da Polícia Civil, a suspeita foi reconhecida por testemunhas, mas acabou liberada porque não houve flagrante. A mulher negou o crime, mas a polícia acredita que ela tenha furtado o ônibus para ir a um encontro. Depois que bateu no poste, a mulher desceu do veículo e abandonou o local abraçada a um homem não identificado que, provavelmente, a esperava.

O furto aconteceu no terminal urbano Cecap, zona norte da cidade, quando o motorista da Viação Jundiaiense desembarcou do coletivo para usar o banheiro e deixou a chave no contato. 

Câmeras de segurança do ônibus mostram a mulher, que havia embarcado em outro terminal, se dirigindo à parte dianteira do veículo e assumindo o volante.

Quando ela dá a partida e sai com o ônibus, um passageiro se desespera e salta pela porta da frente com o veículo em movimento. A mulher segue dirigindo por ruas e avenidas até bater num poste, na Avenida Antonio Frederico Ozanan, a dez quilômetros do terminal. 

O poste foi derrubado e a frente do ônibus ficou destruída. Cabos telefônicos e a fiação elétrica se romperam, mas aparentemente a condutora não se feriu.

Na segunda-feira, 3, funcionários da empresa reconheceram a suspeita no mesmo terminal e acionaram a Guarda Civil Municipal. Ao ser abordada, ela descalçou os sapatos e saiu correndo, mas foi detida. Na delegacia, a mulher alegou que estava em outra cidade quando aconteceu o furto. 

A Polícia Civil vai ouvir mais testemunhas e usar as imagens para confirmar a autoria. Nesse caso a suspeita, que não teve a identidade divulgada, deve responder por furto e dano ao patrimônio. A Viação Jundiaiense informou que colabora com a apuração do caso.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Jundiaí Polícia Civil

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.