Reprodução/ Facebook
Reprodução/ Facebook

Mulher fez relato em 2016 sobre o assediador de ônibus: 'Se masturbava com cara de paisagem'

Diego Ferreira de Novais, de 27 anos, já foi detido 17 vezes por crimes sexuais e segue preso por decisão da Justiça

O Estado de S.Paulo

05 Setembro 2017 | 10h31

 SÃO PAULO - O homem preso por estupro em ônibus em São Paulo já havia sido denunciado por uma mulher em publicação no Facebook em dezembro de 2016.

No post, que voltou à tona nesta semana depois de ele ter sido preso mais uma vez, a mulher conta que o homem estava se masturbando ao seu lado. Indignada com a atitude, ela tirou fotos dele e publicou na rede social.

Diego Ferreira de Novais, de 27 anos, já foi detido 17 vezes por crimes sexuais - 13 deles por atos obscenos e importunação ofensiva ao pudor e quatro estupro. 

Somente na semana passada, Novais foi detido duas vezes por abusar de mulheres em ônibus na região da Avenida Paulista. No domingo, 3, após a segunda prisão, a Justiça decidiu mantê-lo preso.

No relato do Facebook, a jovem contou que estava às 21h, no ônibus Largo da Pólvora, indo encontrar com seus amigos quando sentou um homem ao seu lado. 

"O ônibus não estava cheio, mas tinham algumas pessoas. Notei que a mão direita estava na calça e a outra segurava a mochila de uma forma que escondesse de quem passasse pelo corredor, mas sei lá, a gente lê e lê casos na internet, mas quando você tá passando por essa situação, sempre fica aquela dúvida, acha que não pode estar acontecendo, acha que está louca. Demorei pra aceitar que ele estava se masturbando do meu lado com a maior cara de paisagem", escreveu. 

"Sério, que bosta, nojo, levantei a voz, expus mesmo, fiz escândalo", continuou. Ela diz ainda que ninguém a ajudou. "O cara levantou na hora pra fugir do ônibus, mas tirei foto dele na cara dele", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.