Mulher erra caminho e é morta por bandido em São Vicente

Economista aposentada, que era de MS, tentava acessar a Imigrantes quando foi abordada

Zuleide Barros, O Estado de S. Paulo

01 Junho 2013 | 14h15

SÃO VICENTE - A economista aposentada Elza Gomes dos Santos, de 52 anos, foi morta com um tiro na cabeça na tarde de sexta-feira, 31, em São Vicente, litoral de São Paulo. De carro, ela errou o trajeto em direção às praias e entrou em um bairro da periferia, próximo a uma favela, onde foi abordada por um homem numa bicicleta, que a mandou a parar. Elza não parou, segundo a polícia, e foi atingida.

 O ladrão fugiu do local, sem levar nada. No momento da abordagem, a mulher tentava acessar a Rodovia dos Imigrantes.

Segundo informações da polícia, a economista vinha de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, e pretendia se mudar para São Vicente. No automóvel, um Corsa, trazia malas e muitos pertences de valor, que não foram levados.

Como estava sozinha, a irmã, que mora em Campo Grande, foi contatada e estava vindo para o litoral, a fim de fazer o reconhecimento do corpo. O policial militar que atendeu a ocorrência, cabo Fernando, informou que, ao chegar ao local, encontrou a mulher agonizando. O carro estava com os vidros fechados e as portas travadas.

A economista trazia no colo um mapa rodoviário e, no banco do carona, havia um GPS ligado. A vítima foi levada até o Hospital Municipal, onde morreu meia hora depois.

Pelos detalhes do mapa e do GPS, os policiais acreditam que a economista tenha se equivocado no caminho, entrando na Rua Vale do Pó, na Vila Margarida, que fica localizada a dois quarteirões da rodovia. Ainda segundo os policiais, o GPS da economista podia estar desatualizado, o que teria ocasionado o engano.

Na frente do carro da vítima, a polícia encontrou uma bicicleta preta com um adesivo com o nome Betinho. Quem tiver informações, pode ligar para o Disque-Denúncia (181).

Cruzamento perigoso - Na manhã de sexta-feira, 31, bem próximo ao local onde ocorreu o crime, a polícia apreendeu quatro adolescentes no cruzamento da Rodovia dos Imigrantes com Avenida Mascarenhas de Moraes, na Vila Margarida, que tentavam assaltar duas mulheres em um carro.

Ao avistarem a viatura, eles desistiram da abordagem, dividindo-se em duas duplas. Um dos infratores, de 17 anos, portava um revólver calibre 38, que foi arremessado em um telhado, quando os policiais chegaram perto.

Mais conteúdo sobre:
ViolênciaSão Vicente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.